Caixa libera R$ 6,9 bilhões de contas inativas do FGTS

Cerca de 4,8 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro ou fevereiro poderão sacar recursos do FGTS a partir desta sexta-feira

O prazo para retirada vai até o fim de julho. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começam nesta sexta-feira (10/3) e a expectativa é de grande movimento nas agências da Caixa Econômica Federal. Ao todo, 4,8 milhões de cotistas que nasceram em janeiro ou fevereiro — 15,9% do total de trabalhadores que têm direito a resgatar os recursos — terão direito a retirar R$ 6,9 bilhões até o fim de julho.

Diante da atual situação de desemprego elevado e alto endividamento das famílias, a Caixa espera muita correria às agências, que ficarão abertas também amanhã, das 9h às 15h. Melânia Cristina Reis, 22 anos, pretende aproveitar o primeiro dia do prazo para fazer o saque. “É um dinheiro que a gente não estava esperando. Fui olhar pela internet e descobri que tenho dinheiro de três contas para retirar”, disse. A intenção, a princípio, era usar os recursos para consumo, mas, agora, ela planeja pagar contas. “Não vai dar para sanar todas as dívidas, mas ajudará bastante”, avaliou Melânia.

Especialistas observam que não é preciso ter pressa. A menos que o saque possa assegurar o pagamento de alguma conta importante que precise ser quitada com urgência, o trabalhador pode aguardar alguns dias, ou mesmo semanas, para fazer o resgate com mais tranquilidade, recomenda o presidente da ONG Instituto Fundo Devido ao Trabalhador (IFDT), Mário Avelino. “Não tem por que as pessoas se desesperarem e perderem praticamente o dia na agência. O dinheiro depositado estará garantido. Quem tem R$ 10 mil a receber, por exemplo, e esperar uma semana para retirar o dinheiro, vai perder apenas R$ 25”, calculou Avelino.

Rendimento

Têm direito a sacar o dinheiro das contas inativas do FGTS quem foi demitido por justa causa ou pediu demissão até 31 de dezembro de 2015. Dos 4,8 milhões de cotistas dessa primeira leva, 1,65 milhão são correntistas da Caixa. No caso deles, há outra razão para não ter pressa, uma vez que o dinheiro será transferido automaticamente para a poupança ou para conta-corrente, caso o cliente solicite. E cerca de 1,2 milhão têm o Cartão Cidadão, que permite o resgate nos terminais eletrônicos da instituição e em casas lotéricas.

O importante é não deixar o dinheiro parado após o resgate. Até mesmo aplicar na poupança, modalidade que oferece os menores ganhos do mercado, é melhor do que deixar os recursos no FGTS, onde rendem apenas 3% ao ano mais a Taxa Referencial (TR). “Além de ter remuneração maior — TR mais 6% ao ano —, a caderneta tem liquidez, permitindo que a pessoa use o dinheiro na hora que quiser”, afirmou o educador financeiro Alexandre Arci, idealizador do Instituto Eu Defino.

Trabalhadores que moram no exterior e têm direito ao saque não precisam se preocupar. Caso não tenham conta na Caixa, eles podem procurar o consulado brasileiro mais próximo e preencher um formulário indicando uma conta-corrente para o depósito dos valores. “Não precisa ir com sede ao pote, até porque o dinheiro das contas inativas deve ser usado com inteligência”, avaliou Arci.

Para quem tem dívidas, o educador recomenda que os recursos sejam utilizados para a quitação dos compromissos. Já para os que não estão no vermelho, a dica é investir. “Pode-se formar uma reserva para alguma eventualidade, ou até aplicar em modalidades que garantam boa rentabilidade”, disse Arci. Investimentos em renda fixa, como títulos pré-fixados do Tesouro Direto, podem ser uma opção para quem busca ganhos em um cenário de redução da taxa básica de juros (Selic), recomendou.

Por Rodolfo Costa e Renato Souza / Correio Braziliense

Caixa libera R$ 6,9 bilhões de contas inativas do FGTS Caixa libera R$ 6,9 bilhões de contas inativas do FGTS Reviewed by Adriano Monteiro on 10.3.17 Rating: 5

Nenhum comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Conte-nos algo sobre a matéria!