"Dai a César o que é de César"

Com o resultado do 1º turno das eleições 2014, o que mais estamos vendo são os gritos de vitória sobre algo nitidamente controverso. Em Agrestina, de um lado, o prefeito Thiago Nunes e seu grupo vibram pela expressiva votação que a presidente Dilma Rousseff obteve no município, em um tom como se o mérito fosse único e exclusivamente deles, esquecendo do espólio político deixado por Carmen Miriam, já que os Bocas-Pretas, em sua grande maioria ratificaram o voto a presidente, mesmo com a sua líder apoiando os candidatos da Frente Popular de Pernambuco que tinha Marina como candidata à presidência. Por outro lado, a coordenação de um grupo nanico, recém criado em Agrestina, exalta os mil e poucos votos do deputado Wolney Queiroz, antes apoiado por Nunes, ignorando também o espólio político do prefeito.

Para melhor entendermos, basta observarmos o primeiro caso, considerando os resultados de todos os candidatos apoiados por Thiago Nunes. Vamos lá: 5.975 votos (Armando Monteiro), 4.850 votos (Silvio Costa) e 4.665 votos (Guilherme Uchoa), enquanto Dilma Rousseff, 9.361 votos. Ora, perguntemos então, porque o grupo não conseguiu a mesma proporção de votos para os candidatos estaduais já que estes oscilaram entre os 4,6 e 5,9 mil votos? É obvio que grande porcentagem dos votos para Dilma, aqui no município, foi de eleitores da oposição, inclusive, para João Paulo. 

Vamos ao segundo caso: Houve quem pulou de felicidade pelos 1.035 votos de Wolney, crente que o mérito foi todo seu, enquanto outro candidato, o deputado estadual Henrique Queiroz, também apoiado por ele, obteve apenas 422 votos, que aliás, podemos atribuir grande parte deles ao vereador Ivan Bulhões que há tempos angariava sufrágio para a nona reeleição do parlamentar. Das duas uma: O caçula, também esquece que já existiam na cidade, eleitores de Wolney, todos remanescentes de Thiago Nunes ou pediu mais votos para um que para o outro. 

Me desculpem a sinceridade mas vocês merecem o troféu "Óleo de Peroba". Entendam que, enquanto existem os que engolem, há quem enxerga perfeitamente esses tipos de atitudes.

Adriano Monteiro


"Dai a César o que é de César" "Dai a César o que é de César" Reviewed by Adriano Monteiro on 6.10.14 Rating: 5

Nenhum comentário

Sua opinião é muito importante para nós. Conte-nos algo sobre a matéria!