Campanha da Fraternidade alerta para necessidade de saneamento básico no Brasil

Lema e tema da Campanha da Fraternidade 2016CNBB/Divulgação
“O acesso à água potável e ao esgotamento sanitário é condição necessária para a superação da injustiça social e para a erradicação da pobreza e da fome, para a superação dos altos índices de mortalidade infantil e de doenças evitáveis e para a sustentabilidade ambiental”. Com essa mensagem, o papa Francisco convida as pessoas a se mobilizarem, a partir de suas comunidades, para promoção da Justiça e do direito ao saneamento básico, na Campanha da Fraternidade Ecumênica 2016.

Lançada hoje (10) pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), a campanha vai alertar sobre o direito de todas as pessoas ao saneamento básico e debater políticas públicas e ações que garantam a integridade e o futuro do meio ambiente. Com o tema “Casa comum, nossa responsabilidade” e o lema “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca”, a campanha também vai tratar do desenvolvimento, da saúde integral e da qualidade de vida dos cidadãos.

O presidente do Conic, dom Flávio Irala, disse que tratar do tema é fundamental porque nem sempre tem visibilidade nas propostas públicas e nos movimentos sociais. “Nos preocupamos com o fato de que mais da metade da população permaneçam sem acesso à rede de coleta de esgoto e que apenas 40% dos esgotos sejam tratados. Nenhuma pessoa deve ser privada do acesso aos benefícios do saneamento básico em função da sua condição socioeconômica. O acesso ao saneamento promove a inclusão social e a garantia dos principais instrumentos de proteção da qualidade dos recursos hídricos e dos inibidores de doenças, como cólera, febre amarela, chikungunya, dengue, diarreia, bem como para evitar a proliferação do vírus Zika”, disse.

Dados divulgados pelo Conic mostram que, mesmo estando entre as maiores economias do mundo, o Brasil tem mais de 100 milhões de pessoas sem saneamento básico.

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, também esteve na CNBB e disse que o governo federal fará sua parte para dar todo apoio à campanha. “É fundamental que possamos continuar investindo cada vez mais, para que tenhamos condições de combater epidemias, que possamos levar qualidade de vida e dignidade às pessoas”, afirmou.

Realizada no Brasil desde 1963, esta é a quarta vez que a Campanha da Fraternidade é lançada pela CNBB junto com o Conic - as outras ocorreram em 2000, 2005 e 2010. Este ano, a campanha ecumênica conta também com o apoio da Misereor, entidade da Igreja Católica na Alemanha que trabalha na cooperação para o desenvolvimento de países da Ásia, da África e da América Latina.

Dentro da programação da campanha, no próximo dia 15 haverá uma audiência pública no Congresso Nacional sobre o tema.

Por Andreia Verdélio / ABr


Um passarinho me contou: Aliança entre Carmen e Nem azedou?


Um passarinho pousou na janela deste blog e fuxiqueiro que é, contou que existem rumores de um possível desentendimento entre a ex-prefeita Carmen Miriam e seu pré-candidato a vice Nem Tenório (Nem do Calango). O emplumado ainda disse que o motivo da aliança política está azedando seria uma possível reviravolta na chapa da oposição para as eleições deste ano, onde Carmen teria sugerido lançar o nome de seu filho, Moreno Damasceno como candidato a prefeito. Insatisfeito com a ideia, Nem teria "chutado o pau da barraca" e dito que só seria candidato a vice ao lado da mulher, e que se o quadro mudasse, se lançaria candidato isolado a prefeito. Será verdade o que esse passarinho nos falou? Vale lembrar que o pré-candidato já pulou em vários galhos, brigando com todos. Foi aliado do ex-prefeito Josué Mendes, do prefeito Thiago Nunes, e agora da ex-prefeita Carmen Miriam mas que se os boatos estiverem certos, mais uma desavença. E assim sendo, caminhará solitário para a disputa, muito embora já tenha disputado uma vaga de vereador em São Joaquim do Monte, mas sem sucesso.

Perguntar não ofende: Se for mesmo verdade, será que contra as três vias políticas já estabelecidas para o pleito, Nem terá 300 votos?

Por Adriano Monteiro


"A La Ursa quer dinheiro, quem não dá é pirangueiro"

Foto: Adriano Monteiro
Brincadeira tradicional do carnaval pernambucano, A La Ursa, nos remete aos tempos de criança, quando víamos com mais frequência, pessoas fantasiadas de urso, caçador e domador - personagens genuínos da brincadeira que tem origem europeia trazida ao Brasil através dos imigrantes italianos. A diversão consiste em sair pelas ruas arrecadando dinheiro sob o batuque de latas numa desorquestra que convence facilmente a plateia a fazer doações para se livrar do jargão “A La Ursa quer dinheiro, quem não dá é pirangueiro”.

Passado os anos, a brincadeira se renova e outros modos de percussão têm surgido. Em Agrestina, nesta sexta-feira(05) um grupo de A La Ursa deixou para trás as latas e adotou instrumentos e um ritmo tipicamente nordestino: o forró. Com sanfona, triângulo e zabumba, o “bicho pidão” visitou a feira-livre e o comércio da Terra da Mazuca. Confira as fotos.
 


Fotos: Adriano Monteiro
Por Adriano Monteiro



Bloco Afro Ilê Dandara ganha ruas de Caruaru em prévia carnavalesca

Fotos: Adriano Monteiro
Foto: Adriano Monteiro
O último sábado 30 de janeiro, foi de axé com o desfile do Bloco Afro Ilê Dandara que sob os passos dos rei e da rainha do bloco, Vanaldo Brito e Renata Lima, ambos da Companhia de Danças Ori, e o ritmo do Afoxé Xapanãladê, saiu do Museu do Barro e percorreu o Largo da Coletoria e Av. Rui Barbosa com destino ao polo da Estação Ferroviária, onde aconteceram apresentações culturais com a Mazuca de Agrestina, Roda de Capoeira e Maculelê. Logo após, uma série de homenagens a personalidades da resistência e incentivadores da cultura afrodescendente, fechou a segunda edição do bloco que tem como idealizadora, Lucimary Passos. 


Fotos: Adriano Monteiro
Lista de homenageados:

Edileuza Portela (Gestora de Cultura), Adélio Lima (ato); Mãe Cris de Oxum (Yalorixa, produtora cultural e coreógrafa); Gabriella Freitas (cantora); Cristina Xavier (assistente social); Gabriel Sá (produtor cultural); Ivan de Aira (babalorixa e bacharel em direito); Jenerson Alves (jornalista e poeta); Edmario Santos (professor e diretor do curso de inglês Step by Step); Michele Guerreiro (professora universitária, mestre e doutoranda); Potira Silva (modelo e esteticista) e Roberto Hinode (empreendedor e empresário no ramo de cosméticos).

Confira todas as fotos do desfile no álbum fotográfico em nossa página no Facebook (Clicando aqui)

Por Adriano Monteiro


Arte em ferro de artista agrestinense é exposta no Shopping Difusora em Caruaru

Foto: Adriano Monteiro
Esculturas moldadas em aço, do artista agrestinense, Valmir Reginaldo, estão em exposição no Shopping Difusora, em Caruaru. Feitos com sobras de peças mecânicas, mais de dez exemplares que contemplam a natureza animal, entre eles, tigre, elefante, jacaré e um cavalo em tamanho real, atraem os olhares de quem frequenta o centro de compras. Mas o reino animal não é exclusividade criativa do artista, esculturas de veículos e outras coisas também poderão ser conferidas na amostra.

Fotos: Adriano Monteiro
A previsão é que a exposição permaneça até o dia 08 de fevereiro, no térreo do Shopping Difusora, localizado na Av. Agamenon Magalhães.

Por Adriano Monteiro



Imagens aéreas da apresentação da Aviões do Forró na Festa de Nossa Senhora do Desterro em Agrestina



Fotos: Everton César / K9 Produções


Não poderia ser diferente, Aviões do Forró é um espetáculo a parte - Ainda estão no palco! Vem que ainda dá tempo





Fotos: Adriano Monteiro

Recado da Aviões do Forró para os fãs




Firmas abre a segunda noite da Festa de Nossa Senhora do Desterro em Agrestina. Daqui a pouco tem Aviões do Forró

Foto: Adriano Monteiro


Vice-governador, Raul Henri e presidente da Alepe, deputado Guilherme Uchoa com Thiago e Josué - Após jantar, seguem para os shows de Firma e Aviões do Forró, na Festa de Nossa Senhora do Desterro