Ministério da Educação faz neste sábado primeiro simulado nacional do Enem

Amanhã (30), os 2,2 milhões de estudantes do último ano do ensino médio poderão fazer o primeiro simulado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), pela internet. Para participar é preciso fazer a inscrição no portal Hora do Enem. O teste terá 80 itens, com a mesma metodologia de elaboração de questões do Enem. O conteúdo será composto principalmente por assuntos estudados vistos nas escolas até abril.

O estudante terá quatro horas para fazer a prova e o resultado será divulgado ao final do exame. O simulado poderá ser acessado onlineda 0h de hoje (29) às 20h de amanhã, possibilitando a participação dos estudantes sabatistas - aqueles que, por convicção religiosa, guardam o sábado, reservando o dia para descanso e oração. Eles podem fazer o exame após o pôr do sol.

O site aceitará inscrições até o dia 30, mas a recomendação do Ministério da Educação (MEC) é de que o cadastro seja feito o quanto antes.

Para este primeiro teste, serão oferecidas 120 mil pontos de internet, em todo o país. São locais com acesso à internet em universidades e institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia. O simulado online, gratuito, pode ser feito também em instituições particulares e comunitárias e escolas estaduais de ensino médio. Nesses locais, o início do exame está previsto para as 8h até as 12h (horário de Brasília) do dia 30.

Plano de estudos

Na hora de se cadastrar, o estudante informa o que busca com o Enem. A plataforma disponibilizará, então, um plano de estudos para que possa alcançar o objetivo. O resultado do simulado do Enem mostrará como está o desempenho do aluno em relação ao curso que pretende cursar.

A partir de segunda-feira (2), o MEC vai disponiblizar a plataforma chamada Mecflix, com 1,2 mil videoaulas para ajudar nos estudos.

O Enem de 2016 será nos dias 5 e 6 de novembro. As inscrições estarão abertas de 9 a 20 de maio. A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), bolsas na educação superior privada por meio do programa Universidade para Todos (ProUni) e vagas gratuitas nos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec).

O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e participar do programa Ciência sem Fronteiras. Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

Agência Brasil

Pernambuco obtém liminar para reduzir dívida com a União

Pelo menos por 60 dias, poderá utilizar juros simples no cálculo, economizando R$ 30 milhões por mês

Rosa Weber concedeu liminar favorável a Pernambuco, que poderá usar juros
simples no recálculo da dívida com a União.  Foto: STF / Divulgação
Pernambuco conseguiu liminar favorável para recalcular a dívida com a União utilizando juros simples. A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber concedeu a medida nesta quinta-feira (28/04), mas a vantagem, por enquanto, só vale para 60 dias, conforme decisão do pleno do STF no dia anterior.

"A liminar concedida ao Estado de Pernambuco atende ao pleito de recálculo do pagamento da dívida com a União conforme o previsto na Lei Complementar 148/14, ou seja, aplicando a taxa Selic acumulada (juros simples) e não capitalizada (juros compostos)", informa a Procuradoria Geral do Estado.

A decisão iguala Pernambuco a outros Estados que conquistaram liminares semelhantes. Como a ministra também incluiu Pernambuco na decisão do STF de 27/04/2016, que adiou por 60 dias o julgamento definitivo das liminares, "o Estado poderá aplicar juros simples no pagamento das parcelas de sua dívida que vencerem nesses 60 dias e, dentro desse período, efetuar a negociação com a União visando condições vantajosas para ambas as partes", esclarece a Procuradoria.

Nesses 60 dias a União também não poderá aplicar penalidades ao Estado nem bloquear repasse de recursos.

JC Online

'Cruzada Resgatando Almas' foi realizada em Agrestina

Foto: Adriano Monteiro
Foto: Adriano Monteiro
O sábado (23) foi de muita festa para a população religiosa de Agrestina. Nesta data foi realizada a “Cruzada Resgatando Almas”, organizada pela Igreja Águas do Trono em parceria com a Prefeitura de Agrestina, que proporcionaram shows gratuitos na Praça Padre Cícero, no centro da cidade. Se apresentaram a cantora Alice Maciel, o pastor Paulo Marcelo e Banda Trazendo a Arca.

Confira a galeria de fotos em nossa página no Facebook (clicando aqui).

Foto: Adriano Monteiro


Por Edmea Ubirajara

Guarda Civil Municipal de Agrestina tem novo número de contato

Foto: Adriano Monteiro
Em atividade desde setembro de 2015, a Guarda Civil Municipal de Agrestina está com outro número para contato dos moradores da cidade. Agora, quem quiser solicitar apoio em ocorrências tais como ameaças, perturbação do sossego e até mesmo socorro médico deve ligar para o (81) 9.9867-0191. Isso porque, os guardas podem acionar a Polícia Militar e o Samu, por exemplo, para auxiliar na resolução dos casos. A equipe é formada por 15 homens sob o comando do Sargento João Bosco Bezerra Ramos e conta com três veículos, sendo um carro e duas motos. A Guarda Civil Municipal foi apresentada oficialmente no desfile cívico comemorativo dos 87 anos de Emancipação Política do município.

Por Edmea Ubirajara

Secretaria de Educação de Agrestina apresenta Regimento Escolar em Fórum Municipal

Foto: Adriano Monteiro
Foto: Adriano Monteiro
As regras finais que guiarão os estabelecimentos de ensino do município de Agrestina foram apresentadas a gestores, vereadores, famílias e sociedade em geral durante o Fórum Municipal do Regimento Escolar, realizado na terça-feira (26), na Câmara de Vereadores da cidade. O documento, elaborado de forma participativa com a anuência da Secretaria de Educação e Esportes e as opiniões, foi esmiuçado pela técnica da pasta, Luzinete Rodrigues e pela secretária, Joelma Leite. A criação do Regimento partiu da necessidade de que toda instituição deve possuir um conjunto de normas e regras que regulem a suas propostas explicitadas em um documento que deve estar disponível para a consulta de toda a comunidade escolar. Até a segunda quinzena de maio próximo, as escolas de Agrestina receberão o Regimento de maneira oficial.

Foto: Adriano Monteiro
Por Edmea Ubirajara

Policiais e bombeiros militares decidem hoje sobre greve e divulgam carta

Associação de Cabos e soldados da PM divulga carta aberta sobre possibilidade de paralisação

Foto: Júlio Jacobino / DP
Acontece na tarde desta quarta-feira, a partir das 14h, a assembleia geral dos policiais e bombeiros militares de Pernambuco. As duas categoria podem decidir pela greve devido às negativas do governo do estado quanto ao reajuste salarial de 6,5% e à reposição salarial de 18,5%. A votação vai acontecer em frente à Assembleia Legislativa de Pernambuco. De lá, os PMs prometem seguir em caminada até o Palácio do Campo das Princesas. Os PMs e bombeiros reclamam que estão há dois anos sem reajuste salarial, sem hora extra, adicional noturno e insalubridade.

A possibilidade da deflagração de greve ganhou força depois de uma entrevista concedida pelo secretário de Administração, Milton Coelho, a um programa de rádio local. A categoria ficou insatisfeita ao ouvir críticas à pauta de reivindicações e a negativa de reajuste salarial que, segundo a classe, vem sendo discutidas há cerca de dois anos. Além do reajuste e da reposição, as categorias pedem a mudança do Código Disciplinar, a reestruturação do Hospital da PM e a implantação do plano de cargos e carreiras.

Segundo a Associação Pernambucanas de Cabos e Soldados(ACS/PE), a tropa está trabalhando em condições precárias, sem materiais básicos de profissão, como armamentos, coletes e viaturas. Os PMs dizem ainda que até o fardamento, que seria de responsabilidade do estado, eles estão tendo que comprar do próprio bolso. “Nossa corporação está em pleno abandono e sucateada. É um descaso com os pais de família que doam suas vidas em defesa da sociedade diariamente”, disse a nota enviada pela ACS/PE.

Confira carta aberta divulgada pela Associação dos Cabos e Soldados:

Conforme é do conhecimento notório, todos os servidores públicos do Estado de Pernambuco, inclusive os Policiais e Bombeiros Militares, estão com salários congelados desde 2014.
No ano de 2015, sensível a situação econômica apresentada pelo Governo Estadual, todos os servidores, representados por seus respectivos sindicatos e associações concordaram em adiar para o ano de 2016, ao menos a reposição inflacionária.
Chegado o momento oportuno, em 13 de março de 2016 as Associações representativas dos militares estaduais apresentaram ao Sr. Secretário de Administração Milton Coelho documento produzido pelo Economista Rafael Coutinho Costa Lima, Doutor pela USP – Universidade de São Paulo, demonstrando que a inflação acumulada e projetada de junho de 2014 (data-base da categoria) à junho de 2016 perfaz o equivalente de 18,53%.
Em comentário a referido pleito, o Excelentíssimo Secretário de Administração do Estado de Pernambuco em entrevista concedida a Radialista Local, no dia 22/04/2016, na tentativa de atrair a sociedade a fazer coro contra as manifestações legítimas da categoria, lançou informações falsas, como por exemplo, dizer que está se buscando reposição de perdas inflacionárias, acrescido de um ganho real de 25%, ou seja, deixou nas entrelinhas que a pretensão seria de 43,53%, o que não corresponde a realidade.
Não bastasse o massacre da verdade, o Senhor Milton Coelho disse que a reivindicação “não é séria”, o que deixou os Militares extremamente revoltados e indignados.
Considerando a importância que referido agente público ostenta, as palavras, no mínimo infelizes, pautadas pela intransigência e desrespeito, foram entendidas como uma posição oficial do Governo.
A Constituição Federal, no seu art. 37, inciso X, assegura a todos os servidores públicos, da União, Distrito Federal e Municípios a revisão geral anual, que nada mais é que a reposição inflacionária no período de doze meses.
Obviamente, a reposição da inflação não representa conquista de melhoria ou aumento remuneratório, pois apenas resgata o poder aquisitivo subtraído pela elevação do custo de vida, vez que mantém o valor real dos salários.
Nisso reside a lógica da revisão de ser dirigida a todos os servidores, porque sofrem com a mesma corrosão inflacionária, indistintamente.
De plano se verifica, portanto, que não se trata de perseguir um benefício, mas o cumprimento de um imperativo legal imposto pela Carta Magna.
Nem mesmo a Lei de Responsabilidade Fiscal serve para obstaculizar o direito perseguido, pelo contrário, referida legislação ressalva em vários dispositivos que os limites de gastos nela disciplinados não impendem a revisão geral anual (art. 17, §6º, art. 22. I e art. 71)
Por se tratar de revisão geral anual consagrada na constituição e não de reajuste, não há absolutamente nenhum real de ganho financeiro, mas apenas trazer para data atual aquilo que o PM e Bombeiro recebia em junho de 2014.
Manipular os números do impacto financeiro que a revisão geral causa não serve em absoluto para relativizar um direito garantido pela Lei máxima da nação.
Dizer que um movimento legítimo, que tão somente busca o cumprimento irrestrito do que está previsto constitucionalmente não é sério é de uma desfaçatez digna de censura, especialmente quando a tentativa é vulgarizar e desacreditar perante o público reinvindicações que de ilegais não possuem absolutamente nada.
Seriedade é o que a sociedade espera dos seus gestores que jamais devem prestar declarações divorciadas da realidade ou ainda conferir interpretação que não decorre dos fatos.
Digno de mencionar que o Secretário Milton Coelho utiliza do falacioso argumento de que a concessão da revisão geral como manda a Constituição implicaria em impossibilitar o pagamento dos demais servidores, como médicos e professores.
A verdade é que o Estado de Pernambuco, apesar do momento de dificuldade financeira que alega passar, gasta muito e gasta mal com elevadíssimo número de cargos comissionados, que são a representação fidedigna do atraso, por corresponder apenas compromissos políticos assumidos em campanha que em absolutamente nada acrescentam de positivo a administração pública.
Embora se argumente escassez de recursos, não se pode deixar de citar, apenas a título de ilustração, que gastos supérfluos realizados pelo Gabinete do Governador que estão sendo realizados, como: 1) aquisição de um tapete por R$ 166.000,00; 2) compra de gelo por R$ 52.000,00; 3) contratação de buffet por R$ 950.000,00; 4) alimentação R$ 1.500.000,00; 5) bebidas alcoólicas R$ 270.000,00; 6) compra de crustáceos no valor de R$ 284.000,00.
Isso são apenas exemplos de como o dinheiro público é pessimamente gerido para se criar a justificativa de ausência de recursos para o cumprimento do básico.
Imagine um cidadão que em vez de pagar despesas primárias, como escola do filho, contas de água, luz e telefone opte por gastar em lazer, viagens e festas.
Trazendo para a realidade dos PMs e Bombeiros é exatamente isso que acontece, na medida em que os governantes se recusam a cortar os seus “luxos”, além dos inúmeros cargos comissionados que são verdadeiros cabides de emprego para apadrinhamento político, tudo em detrimento do cumprimento do essencial.
Uma lição básica aplicável a qualquer gestor público é que a despesa obrigatória disposta pela constituição sempre deve ser priorizada em detrimento do gasto discricionário.
Acrescente-se ainda que mesmo diante da alegada falta de recursos financeiros o Governo Estadual publicou recentemente Edital de Concurso Público com 1.500 vagas de Policiais e Bombeiros, como se o problema da segurança pública fosse o número de efetivo e não a falta de condições de trabalho e de motivação.
Essa medida soa como contraditória e flagrantemente ilegal, porquanto em vez de cumprir o que determina a lei, ou seja, fazer a revisão geral anual dos servidores atuais, faz-se novos gastos com aumento do número de cargos.
O encargo da péssima administração do dinheiro público não pode de forma alguma ser suportado pelo servidor.
A vã tentativa de informar números e manipulá-los para conferir a interpretação mais conveniente não encontra consonância na população que está cada vez mais esclarecida e não se deixará enganar.
A ironia e o cinismo dos que se escondem atrás de falsas declarações jamais serão aceitas pelas entidades associativas de defesa dos Militares Estaduais.
Associação Pernambucana dos Cabos e Soldados Policiais e Bombeiros Militares
Diário de Pernambuco


Conta de luz vai ter reajuste de 11,5% a partir de 29 de abril

Foto: JC Imagem
O consumidor pernambucano residencial vai pagar 11,5% a mais na conta de energia elétrica a partir do próximo dia 29 de abril. O percentual foi aprovado na manhã desta terça-feira, durante reunião na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). O valor ficou um pouco acima da expectativa, que previa um aumento próximo da inflação dos últimos 12 meses, que foi de 10,67%.

O percentual de 11,5% é dos consumidores de baixa tensão, que inclui todos os residenciais e os de baixa renda. A Celpe atende 3,5 milhões de unidades consumidoras.

O aumento do preço da energia vendida pela Celpe varia de acordo com o tipo de consumidor. As grandes indústrias terão um reajuste de 9,39%, as indústrias de porte médio ficarão com uma alta de 5,92% e os empreendedores de pequeno porte pagarão 6,79% a mais na conta de luz.

Os consumidores rurais terão um reajuste de 14,87%, enquanto o comércio e o poder público - classificados pela Aneel como consumidor B3 - terão um aumento de 11,61%. 

Na média, os consumidores de alta tensão terão um reajuste de 6,77% e os da baixa tensão de 11,77%. Como o nome diz, os clientes de alta tensão são os que consomem numa rede própria que transporta a energia em alta tensão para ser usada por indústrias, grandes estabelecimentos comerciais, entre outros. Os clientes de alta tensão pagarão, em média, 6,77% a mais, enquanto os que consomem na baixa tensão (que é grande parte da rede da Celpe) ficarão com um aumento médio de 11,66%. Também são clientes de baixa tensão pequenos estabelecimentos comerciais, prédios públicos, entre outros. O aumento de todos os consumidores ocorre a partir do dia 29, próxima sexta-feira.

JC


Trabalhadores dos Correios paralisam atividades por 24 horas

Foto: Marcelo Camargo  
Aderindo à paralisação nacional, os trabalhadores dos Correios de Pernambuco decidiram suspender as atividades por 24h nesta quarta-feira (27). A categoria protesta contra o aumento do desconto referente ao Postalis, plano previdenciário dos funcionários, que subirá de 3% para 17,920% no contracheque no próximo mês. A paralisação teve início às 22h desta terça-feira (26) e segue até às 22h da quarta-feira (27).

A participação na manifestação nacional, convocada pela Federação Nacional dos Trabalhadores dos Correios (Fentect), foi decidida em assembleia geral na noite desta terça. "Nós também denunciamos o sucateamento da empresa, que oferece condições perigosas e insalubres de trabalho", diz o diretor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios em Pernambuco (Sintect-PE), Luciano Batista.

Dentro da programação do ato, a categoria realizará uma nova assembleia às 15h no edifício sede dos Correios, na Avenida Guararapes. "Esperamos uma grande adesão, tantos dos funcionários da capital e região metropolitana, como do interior", acrescenta Batista.

JC


Sistema Pirangi vai reforçar abastecimento de Agrestina

Foto: K9 Produções 
A cidade de Agrestina, no Agreste, está muito perto de receber um reforço de peso no seu abastecimento. O Sistema Pirangi, que vai captar água no rio de mesmo nome, em Catende, na Mata Sul, para incrementar o Sistema do Prata, está na etapa final do seu processo de licitação. No próximo dia 26, será conhecida a empresa vencedora do certame, a mesma que irá tocar as obras. A expectativa da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) é que, a partir da ordem de serviço, todo o sistema fique pronto em, aproximadamente, oito meses. A obra será financiada pelo Banco Mundial, que já garantiu os recursos à Compesa.

O maior ganho da construção do Sistema Pirangi será o aumento da oferta de água para Agrestina, Altinho, Ibirajuba, Cachoeirinha e Caruaru, além de distritos da região. O incremento será de 300 litros por segundo para Agrestina. 

O Sistema Pirangi terá uma adutora de quase 27 quilômetros de extensão e duas estações elevatórias para vazões de 300 a 500 litros por segundo. A água irá para a Estação Elevatória do Prata, diretamente para o poço de sucção. A chegada dessa água vai "poupar" a exploração da Barragem do Prata, uma vez que será preciso retirar menos água do reservatório. 

Por Adriano Monteiro, com informações da assessoria.


Com número recorde de inscritos, Festival de Quadrilhas de Agrestina encerra período de inscrições

Foto: Adriano Monteiro 
A disputa entre os grupos do 8° Festival de Quadrilhas Juninas de Agrestina começou antes mesmo nos dias de arrasta pé. As inscrições abertas no dia 20 de abril se encerraram em menos de uma semana, devido ao grande número de pré-inscritos e atualmente 26 grupos demonstraram interesse em uma das 20 vagas disponibilizadas pela organização do evento. O Festival acontecerá entre os dias 18 e 25 de junho e já conta com representantes de cidades como Casinhas, Tamandaré, Santa Cruz do Capibaribe, Vertente do Lério, Ibimirim, Brejão, Caruaru, Limoeiro, Goiana, Bonito, São Caetano, Pesqueira, Olinda e Catende, todas em Pernambuco. De Alagoas, está pré-inscrita uma representante da cidade de Barra de Santo Antônio. Este ano, serão duas eliminatórias, nos dias 18 e 19 de junho, com 10 grupos se apresentando em cada dia. Entre estes, serão escolhidos os 6 melhores que se enfrentarão na final marcada para o dia 25 de junho. As vencedoras disputam do primeiro ao terceiro lugar com premiação em dinheiro, com valor ainda a ser divulgado. O Festival é uma realização da Prefeitura de Agrestina, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Juventude.

Por Edmea Ubirajara